Gastronomia

A culinária brasileira nasceu da mistura de diferentes culturas. As diversas regiões do país trouxeram singularidade para a cozinha, e com a culinária tocantinense não foi diferente. Por ter uma importante bacia hidrográfica, formada principalmente pelos rios Araguaia e Tocantins, a culinária do estado é fortemente marcada por pescados, muitos deles apenas encontrados nesses rios. Sua cozinha tem, entre suas principais influências, a cultura indígena, portuguesa, paulista, mineira e negra, e é muito semelhante à cozinha goiana (por terem formado um único estado até 1988) em pratos como o arroz com pequi, a pamonhada e o peixe na telha.

A culinária goiana por sua vez foi influenciada pela comida mineira e nordestina. Assim como a goiana, aqui o se faz uso de produtos do Cerrado, como o baru (castanha), guariroba e o pequi. Árvore que atinge até 10 m de altura e cujo nome de origem indígena “pyqui”, quer dizer casca e espinho. Essa fruta rica em vitaminas,  sais minerais e carotenóides, não falta na mesa de muitos tocantinenses. Entre tantas possibilidades, o pequi pode ser misturado com arroz ou frango, feijão, ou simplesmente cozido com água e sal. Na época da safra, em julho, todo mundo fica feliz quando o fruto maduro cai do pé e então pode ser usado de diferentes formas.

Fruto da palmeira de mesmo nome, o buriti também tem inúmeras utilidades e é um alimento completo. Com ele se pode fazer entre outras coisas, bebidas, óleo, doces, sorvetes, cremes, geléias e licores.  Alguns pratos se tornaram patrimônio de cidades. Por exemplo a melhor paçoca do Estado é feita em Arraias, no Sudeste do Estado. Ela foi criada quando a região ainda era o Norte goiano e eram constantes os deslocamentos entre as cidades e os cavaleiros estocavam os produtos no alforje ou na “bruaca” (espécie de bolsa de couro). A Associação das Paçoqueiras de Arraias é uma entidade atuante e seus membros mantêm a tradição do antigo prato que continua saboroso e presente nas mesas.

Muitas das receitas do Estado do Tocantins são feitas durante festas religiosas, a principal delas é a festa do Divino Espírito Santo. São bolos, paçocas e biscoitos. Um dos mais famosos biscoitos é justamente o amor-perfeito. Esse sequilho que derrete na boca é feito na cidade de Natividade, mas já conquistou fama nacional, mais do que merecida, diga-se.

Amor Perfeito - Natividade

Amor Perfeito

Chambari - Brasil Sabor Palmas

Chambari

Licores de Natividade

Licores de Natividade

Paçoca de Carne de Sol

Paçoca de Carne de Sol