Mosaico de Unidades de Conservação do Jalapão

A região do Jalapão apresenta-se como um grande mosaico de áreas de preservação que tem como objetivo garantir a preservação da fauna e flora do cerrado. Dentre as unidades de preservação estão: a APA Estadual do Jalapão, criada em 2000, com 461mil há, abrange parte dos municípios de Mateiros, Novo Acordo e Ponte Alta do Tocantins. Ela abriga um dos principais atrativos turísticos da região, a Cachoeira da Velha. O Parque Estadual do Jalapão, criado em 2001, abrange uma área de quase 160 mil hectares no município de Mateiros, o torna o maior parque estadual do Tocantins. E sua vegetação é predominantemente de cerrado e campo limpo com veredas.

Ainda existe o Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba, que envolve áreas do Tocantins e da Bahia. Criado em 2002, com cerca de 107 mil hectares, ele abrange parte dos municípios de Mateiros, Ponte Alta do Tocantins e Rio da Conceição. A APA Serra da Tabatinga, que abrange áreas do Tocantins e Maranhão, criada em 1990, com área de 27mil ha, inclui áreas do município de Mateiros. E tem o objetivo de proteger as nascentes do Rio Parnaíba

Também existe a Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins, criada por decreto da Presidência da República, em 27 de julho de 2001. É uma das maiores unidades do Brasil com área de 707mil hectares. Ela abrange os municípios de Almas, Ponte Alta do Tocantins, Rio da Conceição e Mateiros, no estado do Tocantins. A sua criação tem como objetivos: proteger e preservar amostras dos ecossistemas de cerrado e propiciar o desenvolvimento de pesquisas científicas.