Ilha do Bananal

Com área de cerca de 25 mil km², a Ilha do Bananal é considerada a maior ilha fluvial do mundo, localizada no Tocantins entre dois grandes rios, que são o Javaés e o Araguaia, nas divisas com  Goiás e mato Grosso, na planície do Cantão,  e integra os municípios tocantinense de Pium, Caseara, Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão e Marianópolis.

A ilha é uma parte parque nacional e outra parque indígena,  uma das mais importantes áreas de conservação do Brasil, classificada pela  organização das Nações Unidas para e Educação (Unesco) como reserva da biosfera e é onde estão localizadas as aldeias indígenas das etnias Javaés e Karajá, sendo que estes produzem entre outros tipos de artesanato, as bonecas Rtxòkò, certificadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio cultural do Brasil.

A fauna e a flora intocadas lembram o pantanal mato-grossense, e na maior parte do ano, grande parte da ilha fica inundada. Para se entrar na ilha é necessário autorização dos órgãos federais Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), que mantém um escritório em Pium, ou da Fundação Nacional do Índio (Funai), cuja sede está localizada em Palmas.

Um dos grandes atrativos para turistas de todo Brasil é a emoção da pesca esportiva, podendo-se fisgar grandes exemplares de piraras, pirarucus, surubins e caranhas, entre outros.

Unidades de preservação

A ilha do Bananal está dividida em duas áreas de reserva ambiental: ao sul, o Parque Indígena do Araguaia, criado principalmente para proteção dos índios da região, abrange um grande número de aldeias indígenas, principalmente da etnia Karajá e é administrado pela FUNAI. Ao norte, o Parque Nacional do Araguaia abrangia antigamente toda a área da Ilha do Bananal, porém sua área foi reduzida e hoje é administrada pelo ICMBIO.

Municípios que compõe a região

A região turística Ilha do bananal é composta pelos municípios de Formoso do Araguaia, Gurupi, Lagoa da Confusão e Peixe. Banhados pelos Rios Formoso, Urubu, Araguaia e Javaé,  Lagoa da Confusão e Formoso do Araguaia são porta de entrada para a Ilha do Bananal e o Parque Nacional do Araguaia. Com topografia plana e grande quantidade de água, a área tem como característica a quantidade de alimentos, que atrai uma diversidade de aves típicas da região, além de aves migrantes.

Na Lagoa da Confusão são encontradas espécies de fauna e flora características da região amazônica, onde se desenvolvem vários projetos de proteção ambiental, cuja base é o Parque Estadual do Cantão. Já em Formoso do Araguaia a característica principal está nos redutos de pesca esportiva, praticada durante todo o ano. Tendo uma água de ótima qualidade com cerca de 300 espécies de peixes, das quais 50 são consideradas esportivas. Essa prática  transformou-se na principal atividade econômica da região, atraindo grande número de turistas.

 

·         

Pesca Esportiva em Formoso do Araguaia

Formoso do Araguaia

É o maior município tocantinense em área, com 13.480 km2, está a 327 km de Palmas, localiza--se na região sudoeste do Estado. A observação de pássaros,...

Gurupi - Tocantins

Gurupi

O turismo de negócios é um dos destaques. Gurupi possui boa infraestrutura, bons hotéis e restaurantes. Destaque para eventos tradicionais como uma feira de...

Pedra Lagoa da Confusão

Lagoa da Confusão

A Lagoa da Confusão é um dos mais promissores municípios do Estado. Em seu território, no perímetro urbano, há o mais belo espelho d’água de Tocantins:...

Praia da Tartaruga - Peixe (TO)

Peixe

A própria história da cidade de Peixe, localizada na região sul do Tocantins, já carrega em si curiosidades a serem desvendadas pelo turista. A influência...