Porto Nacional

O município de Porto Nacional, a 52 km de Palmas, é tido como um berço da cultura do Tocantins. Tombado pelo patrimônio histórico cultural nacional, reflete o antigo e o moderno, abrigando ruas estreitas e casarões coloniais, que dividem espaço com prédios arrojados de arquitetura contemporânea.

Além do ouro, a história de Porto Nacional está ligada à navegação pelo Rio Tocantins, conforme dados do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Foi a extração de ouro que trouxe muitos garimpeiros, que formariam a maioria dos pequenos núcleos que se estabeleceram na região.

Atualmente, conforme aponta o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a valorização de seu patrimônio, o turismo estão entre as alternativas de desenvolvimento da cidade. O Rio Tocantins, por sua vez, apesar das mudanças decorrentes da construção da Usina Hidrelétrica Luis Eduardo Magalhães, é um elemento marcante na vida cotidiana dos moradores.

O centro histórico de Porto Nacional foi tombado em 2008. Ao todo, a área delimitada pelo instituto abrange cerca de 250 edificações, incluindo monumentos como a Catedral Nossa Senhora das Mercês, o Seminário São José, a Prefeitura Velha, o Colégio Sagrado Coração de Jesus, o Prédio do Abrigo João XXIII entre outros; assim como conjuntos de ruas, largos e praças.

O caráter religioso é outro fator marcante do município de Porto Nacional. Como a Catedral Nossa Senhora das Mercês, as festas religiosas e folias são marcas do município e atraem fieis e turistas. Padroeira da cidade, a festa em homenagem a Nossa Senhora das Mercês acontece dia 24 de setembro.

Nossa Senhora Mercês-Porto Nacional-Emerson Silva (2).jpg

Catedral Nossa Senhora das Mercês

Flit Porto - Foto Emerson Silva 195.jpg

Centro Histórico

Porto Nacional-Praia de Porto Real-Marcelo Prado (2).JPG

Praia Porto Real