Licores

O sabor adocicado e levemente alcoólico. Um aroma de fruta toma conta do ambiente enquanto o líquido de tonalidade variável é derramado no copo. Assim é o licor, uma bebida legitimamente sertaneja, sempre presente nos lares do interior tocantinense, levando a presença profana às festividades religiosas. Nos municípios mais antigos do Tocantins, o licor é uma bebida muito apreciada nos festejos religiosos e procurada pelos turistas.

Em localidades como Natividade e Monte do Carmo, no período da Folia do Divino Espírito Santo e outras festividades tradicionais, grupos de mulheres se reúnem na atividade de produção dos licores que serão distribuídos durante as festas. A bebida é feita com leite e frutas da época, como murici, maracujá, caju, banana, abacaxi, murici, jenipapo, sendo que o mais comum e apreciado é o de jenipapo.